LARGANDO O OSSO!?


A atual Presidente da APA Campos, após postagens feitas pelo blog que questionam a legalidade do convênio no valor de R$ 450.000,00 (quatrocentos e cinquenta mil reais) da entidade com a Petrobrás (Relembre AQUI, AQUI e AQUI). Ao invés de fazer o que qualquer entidade séria faria e vir a público, prestar contas e esclarecer os fatos relacionados as denuncias, estranhamente decidiu por fazer chantagem e tentar jogar as pessoas contra este blog e seus familiares. 

Agora, a atual Diretoria, como se a entidade fosse uma espécie de associação em família, resolveu, divulgar na internet a FALSA idéia de que vai fechar a Associação, e com isso, tentar causar uma espécie de comoção popular. A entidade existe antes da atual Presidente, conforme o CNPJ, a entidade tem a data de sua abertura em 05/06/2002, a então Presidente da SPAD (Sociedade Protetora dos Animais Domésticos) GLÁUCIA BARBOSA era a responsável pela área que hoje abriga a APA e seus animais. Tendo assumido a SPAD Adelina Lippi Martins, atual Presidente, apenas em 27 março de 2003. Onde após trazer os poucos animais que mantinha em bairro residencial, fundiu a duas entidades em um único nome. 



A APA Campos não é a entidade da Adelina, Aline e Fred como quer fazer parecer sua atual Presidente com a chantagem. Declarada de Utilidade Pública em 11/09/2002 pela Câmara de Campos. As entidades declaradas de utilidade pública servem "desinteressadamente à coletividade". Também por isso, é preciso que a decisão de fechamento da entidade seja tomada por ASSEMBLÉIA GERAL. 

Tendo APA um convênio em andamento, até 2015, com uma empresa de economia mista (pública e privada). É necessário, por exemplo, que em caso de dissolução da entidade, o seu patrimônio passe para outra que tenha o mesmo objeto social da extinta (de preferência), e não caia em mãos de diretores ou seja usado de outra maneira não prevista no Estatuto. 

Com isso, a Apa NÃO fechará as portas se assim decidir Adelina e sua família. Já que a maioria dos membros da entidade, não querem o seu fechamento. O que a atual Presidência deveria de fato fazer, é dar transparência aos valores recebidos através de convênio e das inúmeras doações, além de tornar público o inteiro teor do convenio e fichas de adoções dos animais da entidade. 

No mais, se fechada a entidade, por força de lei, seu patrimônio seria doado a uma entidade de mesmo objeto social (preferencialmente). Talvez, com isso o fim da Ong pode ser o inicio de um trabalho bem mais transparente de uma entidade séria que priorize de maneira única e exclusiva a PROTEÇÃO ANIMAL. 

*Texto atualizado 03/02/2014 às 18:36hs.
←  Anterior Proxima  → Página inicial

11 comentários:

  1. Muito estranho tudo isso mesmo. Preferem sapatear a prestar contas? Porque?

    ResponderExcluir
  2. 450 mil é grana para cachorro rsrsrsrsrsrsrsrsrssrrsrsrsrss

    ResponderExcluir
  3. CHUPA ESSA MANGA!!! APA Campos agora vão dizer que a Embratel está promovendo agiotagem contra vocês?

    ACORDA MEU POVO!!! A entidade existe antes dessas pessoas estarem na Diretoria e vai continuar existindo independente deles.

    O que não pode é entidade receber 450 mil de convênio e estar registrada no SPC/SERASA com 03 cheques sem fundos e com dívida de telefone.

    OS ANIMAIS NÃO MERECEM ISSO!!!

    ...lembre-se Jesus foi condenado pela maioria.

    Muito mais será revelado!!!!

    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=641448992558089&set=a.131881346848192.10646.100000789836197&type=1&theater

    ResponderExcluir
  4. Ao comentário impublicável enviado há alguns minutos para o blog. Que fique registrado que as dívidas não são pessoais como dito pelo anônimo. Como pode ser visto clicando no link do comentário acima. São dívidas em nome da entidade.

    ResponderExcluir
  5. O custo da Ação Animal para manter os 350 animais!

    MAS, PARA FICARMOS COMPLETAMENTE COBERTAS, COM UMA MARGEM MÍNIMA PARA EMERGÊNCIAS E NÃO GERAR DÍVIDAS, PRECISARÍAMOS DE UMA ARRECADAÇÃO QUE DARIA UMA MÉDIA DE R$55,00 POR ANIMAL/MÊS.

    http://www.acaoanimal.com.br/blog/?page_id=3190

    ResponderExcluir
  6. O custo da Ação Animal para manter os 350 animais!
    Para manter os animais saudáveis e com dignidade consumimos consumimos atualmente 2,5 toneladas (2.500 quilos) de ração seca para cães e gatos por mês, 80 quilos por dia, além de latinhas de ração úmida e sopinha Nestlé para os doentes e velhinhos. Então precisamos de aproximadamente R$7.800,00 para alimentá-los todos os meses.

    Temos também 1 funcionário que cuida da higiene do abrigo e 1 auxiliar de enfermagem, de segunda a sábado, em horário comercial, cujos salários somam R$3.200,00 por mês. Nos domingos, contratamos um diarista que nos custa mais R$300,00 por mês. Voluntários nestas funções não funcionam!

    Com material de limpeza e retirada do lixo, gastamos em média R$500,00 por mês. Os produtos mais usados são:

    vassouras de piaçava e rodos;
    água sanitária;
    detergente;
    300 unidades de sacos de lixo reforçado de 100 litros;
    esponjas de limpeza;
    sabão em pó;
    papel higiênico;
    papel toalha;
    copos descartáveis para água.
    Remédios são uma despesa variável, mas imprescindível, e depende do estado de saúde dos animais que abrigamos, mas, em média, gastamos R$1.300,00 por mês. Os mais consumidos são:

    analgésicos;
    antibióticos;
    anti-inflamatórios;
    probióticos;
    remédios para bicheiras, carrapatos e pulgas;
    ceruminolíticos;
    remédios oftalmológicos e otológicos;
    cicatrizantes;
    remédios para cardiopatias, etc.
    OBS.: Nos últimos dois anos, uma colaboradora veterinária doou para os 200 cães do abrigo a vacina décupla, da Pfizer, porque se fôssemos comprar gastaríamos, no mínimo, R$4.000,00, e não possuímos essa verba disponível.

    Como ainda não temos estrutura veterinária própria, também gastamos com cirurgias, exames de imagem, internações e atendimentos de emergência. Se não houver nenhuma cirurgia mais complicada ou exame elaborado, gastamos em média R$2.400,00 por mês, já considerando todas as parcerias e preços especialíssimos que os veterinários fazem para nossos animais carentes.


    Custos diversos como consertos, manutenção de canis/equipamentos, pequenas obras de melhoria, etc, consomem por mês aproximadamente R$700,00.

    Chegamos então, ao custo fixo de R$16.200,00 mensais para manter os nossos 330 amigos, cuidados, protegidos e alimentados (não estamos considerando gastos com água, luz, impostos, transporte de animais e alguns custos variáveis).

    MAS, PARA FICARMOS COMPLETAMENTE COBERTAS, COM UMA MARGEM MÍNIMA PARA EMERGÊNCIAS E NÃO GERAR DÍVIDAS, PRECISARÍAMOS DE UMA ARRECADAÇÃO DE R$18.000,00 MENSAIS, O QUE DARIA UMA MÉDIA DE R$55,00 POR ANIMAL/MÊS.

    ResponderExcluir
  7. Se APA tem 120 cães e 30 gatos esse grana dá e sobra e ainda tem as doações que são muitas

    ResponderExcluir
  8. Povo naum tem noção quanto custa um remédio antimicrobiano naum deve ter noção quanto se gasta com tantos cães!!! lamentável !!!

    ResponderExcluir
  9. João,

    Conheço bem a entidade e não é esse mar de rosas não. Já ouvi muita reclamação. O QUE VOCÊ TEM QUE ENTENDER QUE: "A sociedade civil tem o encargo de fiscalizar o fluxo de recursos públicos em parcerias. A entidade é uma organização da sociedade civil que, em parceria com o poder público (petrobrás - empresa de economia mista), utilizará também recursos públicos para suas finalidades, dividindo dessa forma o encargo administrativo e de prestação de contas.

    QUEM NÃO DEVE NÃO TEME

    ResponderExcluir
  10. Concordo com João. Afinal quantos cães tem a APA? 120 ou 230 como dizem? E as doações? a lei diz que tem que ser dado publicidade do convênio. E aí??

    O que tem de errado em abrir as contas da entidade a sociedade?

    ResponderExcluir
  11. http://blogfabriciofreitas.blogspot.com.br/2011/08/corredor-da-morte.html

    ResponderExcluir