A COMPRA DE VOTOS NA BAIXADA


Vem repercutindo no decorrer da semana as denuncias feitas por Garotinho na rádio O Diário a respeito de compra de votos na baixada por parte de um conhecido empreiteiro do município de São João da Barra. Esse empreiteiro gosta muito de usar paralelos retirados das obras de Campos. 


Ah! Eu ia me esquecendo ele também gosta de laçar testemunhas para trocar versão na polícia em troca do 'vil metal'. Ta achando que é malandro, ele e o laçador não vão muito longe e até mesmo seus amigos ocultos. É só aguradar, porque do traídor só se aproveita a traição. Porque Uma coisa é certa todo mundo tá de olho no candidato a vereador que ele tá apoiando e segundo fontes seguras Arlindo (Das gravações) já teria um material interessante a respeito disso.
←  Anterior Proxima  → Página inicial

5 comentários:

  1. tem um monte de candidatos do PR e coligaçao de Rosinha comprando votos a começar por Donana-Tocaia e Goitacazes em diante,aguarde que daqui ha uns dias vao surgir as provas do que digo,

    ResponderExcluir
  2. Olá , seu blog é muito bom, e desde já quero dar-lhe os parabéns, meu nome é: António Batalha, e quero deixar-lhe um convite, se quiser fazer parte de meus amigos virtuais no blog Peregrino E Servo ficarei muito radiante. Claro que irei retribuir seguindo também seu blog.Como sou um homem de Deus deixo-lhe a minha bênção. E que Seja feliz você e sua casa.

    ResponderExcluir
  3. atire a primeira pedra aquele cabo eleitoral que nunca comprou voto!nos dias de hoje todos "que tem dinheiro"compram votos , na baixada cada placa para ser colocada e 100 reais, estes são do partido de rosinha.

    ResponderExcluir
  4. Tem tbm o coronelismo que é feito na baixada, por esse mesmo empreiteiro.

    ResponderExcluir
  5. coronelismo existe mesmo eu morro na baixada e aqui quem manda e este empreitero os funcionarios deles tem que votar em quem ele apoia, voltamos na epoca do voto de "cabresto" temos que acabar com isso ,o nosso voto e secreto e é nosso, temos que votar em quem merece e não em quem nosso patrão manda.

    ResponderExcluir